[ banlist ] [ b / antifa / mad ] [ mod ]

/b/ - Aleatoriedades

Nome
E-mail
Assunto
Comentar
Verificação
Arquivo
Inserir
Senha (Para excluir arquivos)

Meninos são permitidos, porém recomenda-se discrição. Na dúvida, postem como meninas. Caso se sintam incomodados, postem como garotinhos de anime.

File: 1574203605596.png (1,69 MB, 1080x810, 1572966337328.png) ImgOps Google

 No.81

Ideologias que as anãs simpatizam?

 No.83

Agorismo.

 No.84

File: 1574204341647.png (342,23 KB, 696x628, ClipboardImage.png) ImgOps Google

Eu simpatizo com o nacional-feminismo, por mais mulheres no exército, pilotando aviões e parindo bebês branquinhos *-*

 No.87

>>84
Impossível parir bebê branco se você é parda.

 No.88

File: 1574209007812.png (131,92 KB, 234x350, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>87
http://www.obeabadosertao.com.br/v3/esperma_dinamarques_gera_bebes_escandinavos_em_todo_o_mundo__2231.html

 No.90

File: 1574219562206.jpg (41,95 KB, 680x451, 1558910543908.jpg) ImgOps Exif Google

>>84
Mais mulheres nas Forças Armadas é excelente. A cor dos bebês que elas vão parir não faz a menor diferença.

 No.91

File: 1574222793889.jpg (47,02 KB, 400x456, 1574134026372.jpg) ImgOps Exif Google

Anarcocapitalismo.

 No.99

File: 1574267270739.jpg (87,23 KB, 620x465, 1572224647964.jpg) ImgOps Exif Google

>>90
>a cor dos bebês que elas vão parir não faz a menor diferença
Chegou o nacional-pardista.

 No.100

>>99
Por que cor de pele importa alguma coisa que não estética? Sinceramente…

 No.101

>>100
Como se estética não fosse importante. Assista o documentário 'Por que a beleza importa'. Além disso existe diferença de QI, comportamento e espírito.

 No.102

>>100
A purificação da raça não tem relação apenas com a estética mas sim pela preservação de povos, pois a melhor forma de respeitar as diferenças é preservando-as e não as misturando e tornando uma nova raça homogênea.

A preservação da raça é uma medida contra o plano Kalergi, que é um plano de estabelecer um governo global na Europa através da miscigenação.

 No.104

>>102
Quanta merda. Chegou o conspiracionista loucão. Deixa eu adivinhar: o aquecimento global é uma farsa, né? Também acredita em Terra Plana, homeopatia, reptilianos e é contra vacinas.

 No.105

>>101
>Estética
Conceito relativo e muitas vezes subjetivo.

>QI

Diferença mínima e insignificante.

>Comportamento

Há diferenças entre o comportamento das classes sociais, mas não de raças especificamente. Raças nem se quer existem do ponto de vista genético/biológico.

>Espírito.

Chegou o religioso.

 No.106

>>105
Me mostre outra raça se comportando assim.

 No.107

File: 1574306199751.jpg (78,93 KB, 500x417, 1574250131451-0.jpg) ImgOps Exif Google

>>105
>estética
>conceito relativo e muitas vezes subjetivo

 No.108

>>106
Durante a década de 1990, cenas muito piores que essa eram comuns na Iugoslávia.

 No.109

>>108
Dando esses pulinhos e cantando enquanto fazem guerra civil?

 No.110

>>104
Ninguém vai te impedir de se misturar com um negão anã, se você quiser.

Mas não tente invalidar meus argumentos com shill, que não vai funcionar.

 No.125

>>104
O Plano Kalergi não é uma "conspiração", burra ignorante.

 No.131

File: 1574453753710.png (211,02 KB, 685x552, Screenshot from 2019-11-22….png) ImgOps Google

>>125
https://www.bbc.com/portuguese/geral-46017467

Imagina. Os reptilianos, a Terra Plana e a big farma também não são. Estamos cercados de gananciosos satânicos que querem subverter o ocidente intelectual e moralmente e estabelecer uma Nova Ordem Mundial, não é mesmo, anãozinho? O que será de nós? :O

 No.132

File: 1574458261739.jpg (87,81 KB, 700x948, 4343322377698.jpg) ImgOps Exif Google

>>131
Não sou o quotado.
Vejo esse plano kalergi como algo falso. É uma propaganda para fazer novos nazistas. Então mesmo sendo algo falso, é por uma boa causa.

Qual ideologia você simpatiza?

 No.133

File: 1574461612587.png (157,28 KB, 425x302, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>131
Existe documentação histórica de que Kalergi existiu e escreveu um livro descrevendo o plano e sua intenção.

Mas é claro, a anã burra vai tirar do cu que é falso "porque sim" e acabou, sem levar em consideração as fontes primárias e fatos históricos.

Sua tática de shill é manjada, relacionar um assunto tratado como teoria da conspiração com demais conspirações com fins de ridicularizar.

É o mesmo que eu dizer "Não acredita em raças? Ah então você é crente que acredita que Deus criou o homem a partir do barro".

Eu não vou perder tempo em refutar seu shill, eu só perdi meu tempo expondo sua tática de shill já conhecida.

E o pior é querer usar um órgão midiático mainstream como prova, sendo que qualquer zé mané que faça parte do clube do bolinha consegue virar jornalista hoje em dia.

 No.134

>>133
Quer apostar quanto que a anã nunca tinha ouvido falar no Plano Kalergi? Ou melhor, nunca deve ter ouvido o nome "Coudenhove-Kalergi", só tendo pesquisado no Google e clicando no primeiro link de site mainstream que apareceu.

 No.139

>>134
Não mesmo. Eu não fico o dia inteiro lendo sobre teorias da conspiração racistas para inflar meu ego, me sentir superior e dar um significado à minha mísera vida. Tenho coisas muito mais produtivas e positivas para fazer no meu dia-a-dia.

>E o pior é querer usar um órgão midiático mainstream como prova, sendo que qualquer zé mané que faça parte do clube do bolinha consegue virar jornalista hoje em dia.

E qual mídia está certa então? Os chans, o Reddit, a Metapedia e blogs conspiracionistas em que você lê essas bostas?

 No.140

>>134
>Ou melhor, nunca deve ter ouvido o nome "Coudenhove-Kalergi"
Eu conhecia o Kalergi, mas não por essa merda, e sim pela história do Terceiro Reich e por ser um dos poucos mestiços japoneses famosos na história. (Já que eu sou mestiça de brancos e japoneses, esse assunto me interessa.)

 No.142

>>139
Vossa senhoria está jogando xadrez com um pombo.É bem mais fácil ser enganado do que convencer-se de que foi enganado.
Infelizmente, não é em alguns replies que ides colocar senso crítico e capacidade discernimento científico na cabeça de outrem. Ainda sim, admirei sua paciência.

 No.144

>>139
>não mesmo
Pronto, já admitiu a própria ignorância e desconhecimento sobre o assunto. Não bastando tamanha ignorância, ainda faz projeções extremamente desonestas, como a anã acima tinha observado, em que tenta vestir "carapuças" de que "se você faz ou acredita nisso, então é assim".
Você é uma patética e desonesta intelectual, anã.

>>140
Obrigada pela educação.

 No.146

Não me preocupo muito com ideologia, como a anã disse ali em cima "tenho coisas mais produtivas" com as quais me preocupar, AKA responsabilidades. Também sinto pouquíssima ou nenhuma simpatia pelos meus compatriotas brasileiros, honestamente acho que na maioria dos casos essa gente merece morrer em fila de hospital mesmo.

No fundo no fundo, acho que se colocassem um botão na minha frente escrito "Hitler ganhou a guerra" eu apertaria sem pensar duas vezes, qualquer coisa diferente da realidade estaria de bom tamanho. Por outro lado, qualquer coisa mais trabalhosa que isso não vale meu esforço.

 No.148

>>139
Egocêntrico é quem só pensa em si mesmo e frivolidades da própria vida.

Quem se preocupa com a civilização não é movido a ego como um egoísta é.

Acreditando ou não no plano Kalergi, o Brasil tem 30% de mestiços, que querendo ou não influenciam na violência, subdesenvolvimento e famílias desestruturadas.

Defender a preservação de sua raça não é ser racista, se fazer isso é racismo então o movimento negro e o movimento sionista são racistas, já que o movimento negro luta contra a "palmitagem" e os sionistas só aceitam na religião judaica ortodoxa quem é filho de mãe judia.

 No.166

File: 1574563863234.jpg (102,08 KB, 600x391, 1328885066200.jpg) ImgOps Exif Google

>>146
>qualquer coisa diferente da realidade estaria de bom tamanho

Cuidado com o que deseja.

>>148
>Brasil tem 30% de mestiços

Muito mais que isso, na verdade. Se você teve um bisavô ou bisavó negra ou índia, você já não é "branco puro sangue", é mestiço(a), mesmo se tiver nascido com a pele bem clarinha e olhos verdes ou azuis.

Also, sempre bom lembrar, o conceito de "branco" que temos no Brasil é diferente do que significa ser branco nos EUA ou na Europa. Qualquer grupo supremacista branco americano ou europeu mataria você sem remorso se imigrasse para lá, nenhum deles consideraria você um irmão ou irmã de raça, mesmo que você tenha pele branca, olhos claros e sobrenome alemão, italiano ou polonês.

 No.167

File: 1574564801295.png (433,1 KB, 636x433, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>also, sempre bom lembrar, o conceito de "branco" que temos no Brasil é diferente do que significa ser branco nos EUA ou na Europa. Qualquer grupo supremacista branco americano ou europeu mataria você sem remorso se imigrasse para lá, nenhum deles consideraria você um irmão ou irmã de raça, mesmo que você tenha pele branca, olhos claros e sobrenome alemão, italiano ou polonês.
Perdi com esse retardo. Me lembrou a carta fake dos nazistas gringos falando que não aceitam latinos.

http://www.e-farsas.com/brasileiro-manda-carta-de-apoio-nazistas-e-recebe-nao-aceitamos-latinos.html

 No.169

File: 1574604404738-0.jpeg (40,12 KB, 677x453, images (12).jpeg) ImgOps Google

File: 1574604404738-1.jpg (538,89 KB, 1600x1200, most multicultural army.jpg) ImgOps Exif Google

File: 1574604404738-2.jpg (379,87 KB, 1920x1440, hitler3.jpg) ImgOps Exif Google

>>166
Pare de viajar. Na Alemanha nazista foram criadas as leis de Nuremberg de pureza racial e nelas diziam que quem tinha no mínimo 80% de sangue branco, era aceito como cidadão nativo. No livro Hitler Jewish Soldiers prova que houveram vários judeus meio alemães que foram aceitos no exercito e demais cargos nazistas. Quem lê o livro sobre a história da Waffen SS de Leon Degrelle descobre que houveram várias raças e nacionalidades voluntárias da SS, dentre elas árabes, negros, asiáticos dentre outras.

 No.179

>>169
>houveram várias raças e nacionalidades voluntárias da SS, dentre elas árabes, negros, asiáticos dentre outras

Realmente houveram. Na guerra toda ajuda é necessária, especialmente quando o líder do país é retardado e declara guerra em duas frentes diferentes ao mesmo tempo. E essa ajuda era ainda mais bem-vinda já que o uso deles representaria menos mortes de alemães nativos, para os nazistas soldados de outras raças representavam as buchas de canhão perfeitas.

Mas é sempre bom lembrar, no mundo que os nazistas gostariam de criar esses soldados voluntários de outras raças jamais seriam aceitos como iguais, por mais que eles tivessem sido úteis e leais ao reich. Até poderiam receber suas medalhinhas se sobrevivessem, mas depois voltariam para seus países, nenhum alemão nazista gostaria de ser vizinho de qualquer um deles, muito menos aceitaria ser sogro.

Se voltasse a existir uma Alemanha nazista hoje, provavelmente muitos channers brasileiros correriam para ser voluntários, como esses negros, árabes e asiáticos fizeram; e só iriam se ferrar no final, independente do resultado.

 No.180

>>179
Pelo menos você admite a prova que eu mostrei, não é cabeça dura.

Mas tem um porém, se não existissem soldados de outras raças você poderia dizer: - Viu só? O nazismo era racista.

E como houveram soldados de outras raças você disse: - Ah, eram bucha de canhão.

Em ambos os casos o shill continua o mesmo, mas isto não importa, toda ideologia há bucha de canhão, a própria raça ariana foi bucha de canhão para a ascensão do nazismo, assim como a classe proletária é bucha de canhão para a ascensão do comunismo, e o sexo feminino é bucha de canhão para a ascensão do feminismo.

 No.181

File: 1574632170306-0.png (462,51 KB, 404x599, ClipboardImage.png) ImgOps Google

File: 1574632170306-1.png (400,24 KB, 400x612, ClipboardImage.png) ImgOps Google

File: 1574632170306-2.png (218,36 KB, 279x400, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>179
Você se esqueceu de dizer que no Reich existiam os chamados "arianos honorários" como por exemplo os Japoneses, eles não eram da raça branca mas eram considerados arianos honorários por causa do comportamento nobre.

Muitos dizem que no nazismo só se aceitava loiros de olhos azuis e que latinos eram excluídos, mas Mussolini se aliou a Hitler e ele era latino, assim como os fascistas italianos.

E também muitos se esquecem que Hitler apoiou Francisco Franco na Espanha na guerra civil e tanto os Espanhóis quanto os Italianos são povos latinos.

Tem muita desinformação a cerca do assunto nazismo porque a história é escrita pelos vencedores e quem venceu foi o lado liberal e o lado comunista.

 No.182

>>179
>>180
A palavra 'houveram' não existe, o certo é 'houve'.

 No.183

File: 1574635486877.jpg (59,2 KB, 1024x576, C4zWhBiWEAEsUIq.jpg) ImgOps Exif Google

Existiram várias vertentes de nacionalismo branco. Se você tem um fenótipo branco, você já é aceito pela white power internacional. Essa história de ser 'ariano purinho' pra ser nazista é coisa que o gado racista anti-branco força na tentativa de impedir que brancos tenham orgulho e identidade.

 No.184

File: 1574637982295.jpg (14,38 KB, 554x554, jogue o lixo.jpg) ImgOps Exif Google

>>181
>Tem muita desinformação a cerca do assunto nazismo porque a história é escrita pelos vencedores e quem venceu foi o lado liberal e o lado comunista.

E tem muita desinformação do lado que perdeu também, ainda acreditam e querem convencer que existem raças superiores e inferiores, 70 anos depois ainda querem convencer pessoas de que a ideologia fracassada e perdedora estava certa.

 No.185

File: 1574638501404-0.jpg (107,27 KB, 1066x1479, 1.jpg) ImgOps Exif Google

File: 1574638501404-1.jpg (33,98 KB, 370x599, 2.jpg) ImgOps Exif Google

File: 1574638501404-2.jpg (40,46 KB, 400x551, 3.jpg) ImgOps Exif Google

Quanto assunto interessante nesta thread! Por favor, vamos continuar dialogando, mas sem ofensas.

Vou abordar um pouco sobre estrangeiros lutando ao lado da Alemanha, na época da Segunda Guerra Mundial. Começarei citando divisões estrangeiras da Waffen-SS.

Albânia: ~7.000
*21st Waffen Mountain Division of the SS Skanderbeg

Bélgica: ~40.000
*SS-Freiwilligen Legion Flandern
*SS-Freiwilligen-Standarte Nordwest
*5th SS Volunteer Sturmbrigade Wallonien
*6th SS Volunteer Sturmbrigade Langemarck
*27th SS Volunteer Division Langemarck
*28th SS Volunteer Grenadier Division Wallonien
*Flemish volunteers in the 5th SS division Wiking

Bulgária: ~600
*Waffen Grenadier Regiment of the SS

Croácia: ~17.000
*13th Waffen Mountain Division of the SS Handschar (divisão de muçulmanos da Bósnia)
*23rd Waffen Mountain Division of the SS Kama

Dinamarca: - 6.000
*Free Corps Denmark (os outros membros eram geralmente incorporados em outras divisões, como Wiking e Nordland)

Estônia: ~20.000
*20th Waffen Grenadier Division of the SS

Finlândia: ~3.000
*Finnish Volunteer Battalion of the Waffen-SS

França: ~20.000
*8th SS Volunteer Sturmbrigade France
*33rd Waffen Grenadier Division of the SS Charlemagne

Hungria: ~20.000
*22nd SS Volunteer Cavalry Division Maria Theresia
*25th Waffen Grenadier Division of the SS Hunyadi
*26th Waffen Grenadier Division of the SS
*33rd Waffen Cavalry Division of the SS

Índia: ~4.500
*Indisches Freiwilligen Legion der Waffen-SS

Itália: ~15.000
*Italienische Freiwilligen Legion
*1st Sturmbrigade, Italienische Freiwilligen Legion
*24th Waffen Mountain Division of the SS
*29th Waffen Grenadier Division of the SS

Letônia: 80.000
*15th Waffen Grenadier Division of the SS
*19th Waffen Grenadier Division of the SS

Holanda: ~25.000
*SS Freiwilligen Legion Niederlande
*SS-Freiwilligen-Standarte Nordwest
*SS Volunteer Grenadier-Brigade Landstorm Nederland
*4th SS Volunteer Panzergrenadier Brigade Nederland
*23rd SS Volunteer Panzer Grenadier Division Nederland
*34th SS Volunteer Grenadier Division Landstorm Nederland

Noruega: ~6.000
*SS Freiwilligen Legion Norwegen
*SS-Schijager-Batalljon Norwegen

Romênia: ~50.000
*Waffen Grenadier Regiment of the SS

Espanha: (?)
*Spanische-Freiwilligen-Kompanie der SS 101
*Spanische-Freiwilligen-Kompanie der SS 102

União Soviética: (?)
*14th Waffen Grenadier Division of the SS
*29th Waffen Grenadier Division of the SS RONA
*30th Waffen Grenadier Division of the SS
*Osttürkische Waffen-Verbände der SS
*Kaukasische Waffen-Verbände der SS
*Tataren-Gebirgsjäger-Regiment der SS
*Waffen-Sturm-Brigade Kaminski
*Waffen-Sturm-Brigade RONA

Suécia: (?)
*Waffen-SS abteilung Sveaborg

Inglaterra: 54
*British Free Corps of the Waffen-SS

 No.186

File: 1574638670171.jpg (28,02 KB, 680x661, 10.jpg) ImgOps Exif Google

>>185
Por hoje chega, cansei! Outras coisas ficam para um próximo dia.

 No.187

File: 1574639984457.png (423,44 KB, 924x709, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>184
Do mesmo jeito que existe raça superior em determinado esporte, existe superioridade racial em outros aspectos da vida como QI, comportamento, espírito.

Mas isso não tem nada a ver com o plano kalergi, que é o que estávamos debatendo. Estávamos falando de preservar a etnia européia e não pregando que brancos são superiores. Você é um pombo enxadrista e tenta ridicularizar tudo com essas falácias de gado: "huurr você pensa assim porque se acha superior".

 No.188

>>180
>o sexo feminino é bucha de canhão para a ascensão do feminismo

Todas as ideologias baseadas no patriarcado sempre viram as mulheres como bucha de canhão e criaram mecanismos para mantê-las nessa posição. Como disse a Silvia Federici, os governos sempre viram as mulheres como um grande oceano de trabalho barato, só que não foram apenas os governos, as culturas, as civilizações também. O soldado na linha de frente e o trabalhador no chão da fábrica, o político discursando e o atleta ganhando medalhas, todos eles ajudam a "fazer grande um país", mas por trás deles tinha quase sempre uma mulher em casa lavando suas roupas, cuidando de seus filhos, fazendo a comida para esperá-lo quando chegasse cansado. O quão caro sairia para todos esses homens se eles tivessem que pagar pelos serviços das mulheres o preço que esses serviços custam no mercado? E essas mulheres eram doutrinadas desde a infância para aceitar não só que era o papel, a obrigação delas fazer tudo isso, como ainda aceitar que a glória ficasse toda com ele, que o sobrenome da família fosse o dele, que as decisões importantes da família tivessem sempre a palavra final dele.

Querem fazer parecer que esse era o único arranjo correto e que devemos aceitá-lo e defendê-lo. A família tradicional só funciona se a mulher se submeter a ela, seja por convencimento, seja por coação, seja por uma sutil mistura de ambos. Da mesma forma que o fascismo tinha como diretriz "tudo dentro do estado, nada contra o estado, nada fora do estado", os conservadores, religiosos e antifeministas trazem implicitamente o lema "tudo pela família, nada contra a família, nada fora da família". E família tem que ser única e exclusivamente o modelo que eles consideram ser o correto, um modelo que só pode funcionar se indivíduos se submeterem a ele, os homens também, mas as mulheres mais.

Diante disso, na visão dos conservadores, nacionalistas, etc., até pode fazer sentido acharem que o feminismo transforma as mulheres em bucha de canhão, pois no modelo social e familiar que eles defendem, não há como elas serem outra coisa, ou elas são bucha de canhão da ideologia que eles gostam, ou são da ideologia que eles não gostam. Só que o feminismo traz algo que eles consideram perigoso e problemático, que é a idéia de que as mulheres deveriam ter liberdade para decidir o que querem, seja no âmbito familiar, sexual, social ou profissional, e não terem como única opção aceitável seguir modelos previamente criados.

 No.190

Os neonazistas hoje, mesmo os arianos, iriam para o forno. Nacional Socialismo é uma filosofia pré globalismo que buscava coesão social e espiritual através da hegemonia. Qualquer um que defenda isso em pleno século XXI no continente americano tem no mínimo alguma dissonância cognitiva.


Todo neonazi que conheci tem inveja de judeu.

 No.191

>>190
Não, ninguém iria para o "forno".
Vamos ter um debate produtivo, anã. Pare de achar que as coisas se resumem a " explicações" simplistas de que tudo no mundo se resume à inveja ou frustração, obrigada.

 No.192

File: 1574703943292.png (88,26 KB, 200x322, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>190
>acreditando em holocausto
>2019

Kek.

 No.201

File: 1574714187470-0.png (2,76 MB, 1891x2727, wi10wm5xz3211.png) ImgOps Google

File: 1574714187470-1.jpg (7,03 KB, 326x184, Just go for a reverse trap….jpg) ImgOps Exif Google

Facismo.

 No.355

File: 1574876303763.gif (6,6 MB, 426x240, giphy.gif) ImgOps Google

>>84
>nacional-feminismo
>vive no Brasil
>parindo bebês branquinhos

 No.360

File: 1574878890023.png (697,67 KB, 820x430, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>355
Implicando que não exista brancos no Brasil.

Existem brancos no mundo inteiro, até na África do Sul, Japão ou Austrália.

 No.362

File: 1574879146974.png (505,61 KB, 706x630, americano.png) ImgOps Google

>>360
Depende do que você considera "branco".

 No.364

>>362
Qualquer pessoa que tenha fenótipo de cabelo liso, nariz fino e olhos claros pode ser considerada branca.

Mas para você, só é branco se sofrer de albinismo.

 No.366

File: 1574880385310.gif (675,54 KB, 500x335, xxt.gif) ImgOps Google

>>364
Perdi na pardinha em negação.

 No.464

File: 1575061185307.jpg (11,12 KB, 327x154, 1464458776741-0.jpg) ImgOps Exif Google

>>184
Não é só o NS que tem essa teoria.

Os árabes tem um vasto material sobre inferioridade dos negros. O Olavo já falou bastante sobre.

 No.465

File: 1575063654484-0.png (3,84 MB, 1920x1440, ClipboardImage.png) ImgOps Google

File: 1575063654484-1.png (103,01 KB, 256x400, ClipboardImage.png) ImgOps Google

File: 1575063654484-2.png (66,62 KB, 275x183, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>464
>teoria NS sobre inferioridade de negros

Estou completamente livre de todo ódio racial: é, de qualquer forma, indesejável que uma raça se misture com outras raças. O cruzamento nunca produziu bons resultados. Orgulho na própria raça, e que não implica desprezo por outras raças, é um sentimento normal e saudável. Eu nunca vi os chineses japoneses serem inferiores a nós mesmos. Eles pertencem a civilizações antigas e admito livremente que sua história é superior ou própria. Eles têm o direito de se orgulhar de seu passado, assim como temos o direito de nos orgulhar da civilização à qual pertencemos. "- O testamento de Adolf Hitler: os documentos de Hitler-Bormann, fevereiro-abril de 1945

Me digam onde exista no Mein Kampf algum trecho do Hitler falando de inferioridade dos negros, simplesmente não vão encontrar nenhum. A única parte que Hitler fala de negros no Mein Kampf é quando ele critica o fato do Exército Francês usar os negros como massa de manobra, os mesmos negros que eles escravizaram e colonizaram no passado.

Tem muito ingênuo que confunde Nacional-Socialismo com Neo-nazismo e Ku Klux Klan, sendo que são duas coisas completamente diferentes. Quem fundou a KKK foram maçons judeus, e eles seguem o Cristianismo, uma religião judaica que o Nacional-Socialismo sempre repudiou.

Se o Nacional-Socialismo fosse racista, Jesse Owens não teria passado por um tratamento melhor na Alemanha NS do que nos Estados Unidos (como ele mesmo admite) durante a época da segregação, não teria sido premiado nas Olimpíadas de Berlim.

Se o Nacional-Socialismo fosse racista, não teria existido negros nas fileiras do Afrika Korps (imagem ao lado), é cada coisa que eu leio sobre o NS que vou te contar, estes ditos "especialistas em história de segunda guerra mundial" só estudam o lado mainstream, os filmes de Hollywood e os documentários do History Channel, mas nunca sequer ouviram falar de S.E Castan ou David Irving, dois nomes em peso do revisionismo histórico.

 No.466

File: 1575064073463.png (2,4 MB, 2000x1329, ClipboardImage.png) ImgOps Google

>>465
Nossa, como os nazistas eram racistas, como Hitler odiava negros, não acredito!

"Como não podia estar presente a todos os momentos em que os campeões eram agraciados, Hitler optou então por não descer mais da tribuna de Honra; quando Owens ganhou as medalhas, Hitler já tinha tomado a sua decisão. E ao contrário de ter-se mostrado indignado, abanou efusivamente para o atleta. Nas palavras do próprio Owens: "Quando eu passei, o chanceler se ergueu, e acenou com a mão para mim, eu respondi ao aceno". Esta é versão definitiva, expressa inúmeras vezes pelo próprio atleta ao longo de sua vida, de que houve um aceno recíproco bem como posaram, atrás da tribuna de honra, para uma foto, Owens e Hitler."

"A maior conquista de Owens foi não se contrapor ao regime nazista, mas sim abalar a noção racista da nação americana no século XX, como ele mesmo deixou bem claro em sua biografia. Ele declarou que o que mais o magoou não foram as atitudes de Hitler, mas o fato do presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt não ter lhe mandado sequer um telegrama felicitando-o por suas conquistas na olimpíada. Owens teria dito mais tarde: "Não foi Hitler que me ignorou, quem o fez foi Franklin Delano Roosevelt. O presidente nem sequer me mandou um telegrama.""

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jesse_Owens

 No.467

File: 1575066153732.pdf (5,25 MB, Terror Político.pdf)

>>465
A White International

1. Racistas & Orgulhosos
Nós não temos nenhum problema com os termos Racismo ou Racista, de fato, estes são os
termos que empregamos. Como, hoje em dia, eles são usados da maneira que qualquer um
deseja, implicando qualquer conotação a gosto, que fique esclarecido que a nossa definição de
Racismo é: a Luta pela sobrevivência e expansão da Raça Branca. Ponto final. Debates sobre
o termo ser ou não ser ofensivo são desnecessários, nós somos racialmente ofendidos todos os
dias, não há porque ficarmos nos desculpando por nossas idéias. Doa a quem doer. Há um
contraste entre nós e “Racialismo”, ou “Nacionalismo Branco”. Grande parte dos defensores
desses são nada mais do que a safra politicamente correta dentro da Luta Racial. A
intenção clara é de tentar limpar, polir e adaptar a Luta Racial para os padrões da mídia
judaica e apresentá-la as massas. Esses termos incluem uma espécie de pedido de desculpas,
do tipo “amamos a nossa raça, mas, por favor, não pense que odiamos as outras”, e todo tipo de
choradeira, justificações e sinto muitos.
Bom, meus caros Lobos Solitários, nós não vamos deixar que a mídia, o público, a classe média
indiferente, ou os cristãos, que acreditam que “somos todos iguais”, moldarem a nossa identidade,
nos censurar ou nos impedir de dizermos o que deve ser dito. Com Ben Klassen disse “privar o
Homem Branco do ódio é como arrancar os dentes de um tigre e cortar-lhe as patas fora”.
Através das décadas de Luta Racial, houve diversos líderes e oradores que apresentaram nossas
idéias de maneira clara e lógica e, o fato é que, não há maneira alguma da qual possamos
controlar o que a mídia diz sobre nós. A mídia é claramente judaica e anti-Branca e sempre

seremos apresentados da mesma maneira negativa. Criar nomes e termos mais aceitáveis
para nos adaptarmos aos constantes ataques da mídia - ou insistir em “limpar a nossa imagem” -
é como um cachorro correndo atrás do próprio rabo. É uma perda de tempo e uma tolice.
Hoje, mais do que nunca, é a hora dos Brancos se rearmarem moralmente. Não é hora para
manipular idéias e tentar torná-las “mais aceitáveis ao público”. A maioria das pessoas está errada
quando é mais importante estarem certas. Nós estamos sofrendo ataques diários e a decadência
da integração e da sociedade multirracial é óbvia assim que abrimos a porta de casa. O maior
problema da Raça Branca hoje é exatamente essa passividade quanto a esses problemas,
essa é a época em que mais precisamos de uma postura moral agressiva. Há uma enorme
necessidade hoje para uma atitude desafiadora & radical. Pessoas que precisam que algo tão
óbvio, como a questão racial, passe por um make over politicamente correto, são como um cão
aleijado e preguiçoso, totalmente inúteis para nós.
Tentar polir e arrumar a idéia pra apresentá-la a pessoas inteligentes é totalmente contraditório.
Por que precisaríamos educar e explicar pra pessoas inteligentes algo óbvio como raça?
Está claro como cristal que, de todas as “tendências”, seja o Nacional-Socialismo alemão, o NS
hollywoodiano, o racialismo inofensivo, a melhor forma é desenvolver o nosso próprio amor & ódio
instintivos e direcioná-los racionalmente, sem chorumelas, conceitos sofisticados ou códigos de
conduta. Ódio é algo positivo e totalmente saudável, quando focado no problema real. Quando
somos invadidos e escravizados, amar o Inimigo é algo merecedor da guilhotina. Se um predador
é provocado, a sua reação é ao contra-ataque. Ódio é um mecanismo de defesa. Quem não
entende isso, não entende nem o que é ser Branco, nem o começo da questão racial.
Tentar arrumar a Luta Racial e adaptá-la para a mídia judaica é um erro cometido por dois tipos de
pessoas: (1) pessoas novas e ingênuas, tentar recrutar as massas é um erro lógico e natural e
que, a principio, parece ser a única solução, pelo qual todos nós já passamos e; (2) organizações
com membros, porque eles precisam dos membros e de suas mensalidades.

 No.468

>>465
3. O Que Funciona É Bom
Nós acreditamos que o que funciona é bom. O objetivo da guerra é a vitória. Ponto final. A
nossa meta imutável é a sobrevivência da Raça Branca, custe o que custar. Os fins justificam os
meios. Qualquer pessoa que lhe disser o contrário não passa de um tolo.
Ultimamente têm sido difundidas idéias como, “os métodos devem ser honrados, blá, blá”, além de
conceitos como nobreza e moral. Honra, nobreza e moral são palavras abstratas. A nossa moral é
simples: “O que é bom para a Raça Branca é a maior
virtude, o que é ruim é o maior erro”. Como exposto por
Ben Klassen, em seu excelente Nature’s Eternal Religion,
não há absolutamente evidência alguma na Natureza de
compaixão ou moralidade entre as raças e espécies. Não há
nada no ciclo natural que indique que devemos viver com
outras raças, impedir nosso desenvolvimento para auxiliá-las,
ajudá-las ou sequer respeitá-las. A evidência é exatamente
contrária: de que há uma competição cruel, amoral e feroz.
Isso sendo esclarecido, as concepções mal definidas de “os
meios devem ser honrados” não são baseados em
absolutamente nenhuma experiência histórica, nem nada,
mas apenas mera fabricação humana e uma idéia
estupidamente suicida. [Qualquer coisa que foi escrita anteriormente pela ANS que apóie esses
conceitos são prejudiciais e agradeceríamos se fossem ignorados e apagados da memória].
A nossa lealdade, honra e moral são apenas para com a Raça Branca.
Nós estamos totalmente livres de qualquer tipo de preconceito ou auto-restrição à literatura
não-Racial. É evidente que, o fato dos comunas bolsheviks terem dominado um terço do planeta
durante um período de tempo, que eles possuem idéias e táticas que também funcionariam para
nós. É fortemente incentivado o estudo de idéias, tanto comunistas, como Anarquistas. Aliás, um
conhecimento básico do segundo demonstrará que praticamente todos os Anarquistas clássicos
reconheciam e afirmavam a identidade étnica, ao invés de a negarem hipocritamente, como os
anarco-chicletinhos & Antifas de hoje.
Não é a intenção aqui de detalhar ou estudar as incontáveis idéias dos ditos “vermelhos” -
Anarquistas e marxistas são muito diferentes - que funcionam ou podem ser facilmente adaptadas
para nós, na Luta Racial. Vale como uma pequena recomendação: o Livro Vermelho, do amarelo
Mao Tsé-Tung, que oferece ótimas táticas e filosofia para a Luta política. Lembre-se que a AK-47
foi criada para defender Rússia dos Nazis alemães. Você recusaria-se a usá-la por isso? Nada
mais lindo e poeticamente justo do que usar a arma do Inimigo contra ele mesmo. Se a idéia,
prática ou tática são boas, funcionam, devem ser utilizadas, vindas donde vierem.

Autocensura em relação a material e idéias “inimigas” é um dos fatores de a Direita conservadora
estar onde está hoje: no mesmo lugar há sessenta anos.
Eu vou repetir o que foi dito anteriormente: o objetivo da guerra é a vitória. A nossa necessidade é
de pessoas que vão conquistar esse objetivo. Nós precisamos de uma cultura de sobrevivência &
resistência se quisermos atingir nossa meta, não de uma nova geração de poetas & românticos
nostálgicos ou de retardados bitolados. Esses que se confinem em teatros ou clubes de poesia. O
que funciona é bom, o que não funciona é ruim. A lógica pode ser ainda mais clara?

 No.469

>>467
Racismo é uma palavra criada por Trotsky e ela é usada contra qualquer pessoa que pregue o racialismo (a não miscigenação) ou critique o coletivo negro (ou o movimento negro). Quem escreveu este texto da White International não foi Hitler, mas sim neo-nazistas. O neo-nazismo é o movimento NS após 1945 surgido nos EUA ligado com a Ku Klux Klan, que é uma deturpação do verdadeiro NS.

Um NS de verdade defende a não miscigenação e a preservação de toda e qualquer raça, já um neo-nazista joga no jogo do Marxismo branco, isto é, o conflito de raças assim como o Marxismo defende o conflito de classes.

 No.470

File: 1575067334045.png (282,9 KB, 1360x569, 23324234565.png) ImgOps Google

>>465
Não sabia que a KKK seguia o cristianismo.

 No.537

>>90
Chegou a parda.



[Voltar][Vá para o topo] [Catalog] [Post a Reply]
Deletar Mensagem [ ]
[ banlist ] [ b / antifa / mad ] [ mod ]